Mas a final, qual é a verdadeira função de um website? – OSS DIGITAL

Mas a final, qual é a verdadeira função de um website?

As vezes enxergamos inovações como uma “pílula mágica” para nossos problemas, mas não existe esta “pílula mágica”. O que existe é um conjunto de fatores e ferramentas que nos levarão a algum lugar/objetivo.

Assim são os websites, existem inúmeros tipos, formatos e aplicações. Em minha experiência com mais de 20 anos na área, gosto de categorizar estas variações até para que se possa ter uma noção mais clara do que deve ser feito, do tipo de projeto que poderá suprir as necessidades do seu negócio. Mas isto será assunto para a próxima postagem.

Mas voltando ao “fio da meada”:

“Qual é a verdadeira função de um website?”

O website de uma empresa é como uma filial desta empresa, em alguns casos podemos dizer que o website é a própria empresa se levarmos em consideração que algumas não necessitam de um ambiente físico para oferecer seus produtos ou serviços.

O que isto significa? Em algum momento você provavelmente já se deparou com uma situação parecida, imagine o seguinte cenário:

Um cliente em potencial vai até o centro de sua cidade, estaciona e desce de seu carro na rua principal onde se encontra a Empresa X. Chegando lá se depara com um estabelecimento alocado em um prédio velho e mal cuidado, fachada por pintar, placa da empresa pendurada, etc.

Logo de início este cliente em potencial terá uma primeira impressão negativa ou pelo menos não tão positiva sobre esta empresa, concorda?

Mas estamos falando de uma pessoa que realmente precisa dos produtos ou serviços da Empresa X e mesmo após impressão inicial um tanto negativa, esta pessoa resolva entrar neste estabelecimento “Bom, já que estou aqui…”

Para piorar, com certo grau de desconfiança, este cliente em potencial se depara com um interior mal decorado, mobília velha, desgastada, paredes mofadas, recepcionistas mal vestidos que não sabem se comunicar direito.

Mas nosso cliente em potencial é perseverante, precisa mesmo resolver seu problema e apesar de tudo isso, e ainda por cima sendo atendido com muito custo, acaba por ser atendido por um vendedor que não passa de uma verdadeira fábrica de “blá, blá, blá” incapaz de sanar qualquer dúvida básica sobre suas necessidades.

Se colocou no lugar desta pessoa? Consegue imaginar tamanha frustração?

Então agora você já começou a compreender melhor a verdadeira função de um Website. Entenda que o mesmo acontece com um usuário que faz um busca na internet e se depara com um site mal elaborado, estrutura de conteúdo mal feita, visual desagradável, cheio de textos desnecessários que não dizem nada, sem se quer respeitar a identidade da empresa, levando até a ter dúvidas se seria o website desta empresa mesmo, ou se seria algum tipo de golpe.

Entenda que a homepage do seu website tem o mesmo peso/importância da fachada de sua empresa.

Em outras palavras, a apresentação, estética e organização do seu website possui o mesmo peso/relevância para um cliente virtual, tal como a do seu estabelecimento físico para um cliente presencial. Leve em consideração inclusive que provavelmente poderíamos estar falando da mesma pessoa.

“Legal, tenho meu website, mas as pessoas ainda preferem visitar meu estabelecimento físico”.

Você também pode me falar:

Você pode me dizer:

“Mas eu não fecho muitos negócios pela internet”

“Não tenho interesse de vender online”.

Acredite, estes pensamentos são errados! A tecnologia não está transformando o mundo, ela já transformou e com isso as pessoas e seus hábitos. A maioria esmagadora da população mundial faz alguma pesquisa na internet antes de tomar uma decisão comercial.

Com isto os websites se tornaram a porta de entrada para clientes, inclusive você provavelmente já perdeu muitos negócios por causa disso e se quer tinha conhecimento deste fato.

Você pode acabar não fechando muitos negócios pelo site, o que leva muitos empresários a pensar que não precisam de um website.

Bom temos duas questões aqui, primeiro, guarde estes dois fatos: “NÃO EXISTE PÍLULA MÁGICA!” e “NADA É DE GRAÇA!”.

Pessoas que preferem se deslocar ao estabelecimento físico não significa que não acessem seu website ou mídia social, elas provavelmente pesquisaram antes. Mas sim, pode haver o caso de não ter muitos acessos mesmo, acontece que as pessoas precisam saber que sua empresa existe, saber que seu website, seus perfis sociais existem. Não é assim com seu estabelecimento físico? Não precisa de uma identificação na frente? Não precisa divulgar de alguma forma? O simples fato de você colocar uma placa com o nome de sua empresa na fachada de seu estabelecimento já é uma forma de propaganda, um cartão de visita, uniformes, etc.

 “Mas então não preciso de um website, posso apenas criar um perfil gratuito em uma rede social como o Instagram, Facebook”.

Sim, você pode criar perfis gratuitos em redes sociais e deve!

Mas entenda que cada ferramenta tem sua função e preço, nada é de graça, você pode até não pagar/desembolsar algum capital para criar um perfil, mas tempo é dinheiro e você vai precisar investir tempo criando estes perfis e gerando conteúdo para postar.

Nenhuma rede social permite que você explore e organize com clareza e riqueza de informações, o conteúdo do seu negócio (produtos, serviços etc), diferenciais que sejam realmente relevantes ao seu público alvo.

Inclusive acredite, existem regras para a criação de um website, a disposição e nomenclatura das páginas e itens de menu, até o posicionamento do botão de contato por exemplo, aplicação ou não de efeitos e cores, métricas e usabilidade em si, tipos de imagem, inclusive, se deve aplicar uma imagem ou não em determinada seção, e por aí vai. Existe muito mais do que se imagina por trás da criação de um website.

Espero que estas informações tenham sido verdadeiramente úteis e ajudem você a tomar as próximas decisões relacionadas ao seu negócio com sabedoria.

Desejo sucesso!

Autor: Vitor Andrade – CEO OSS Digital.